VISI 21 na EMAF – Exponor

Home/Noticias SB Molde/VISI 21 na EMAF – Exponor

VISI 21 na EMAF – Exponor

As principais melhorias no próximo lançamento do VISI da Vero Software, vão estar em exibição pela primeira vez em Portugal na EMAF na Exponor (19 a 22 de novembro 2014, pavilhão 5, stand E32). Com lançamento previsto em novembro, a versão 21 inclui +/-340 melhorias de produto e uma ênfase contínua em soluções inteligentes para a fabricação de moldes e ferramentas.

Image Description Image Description Image Description Image Description Image Description Image Description Image Description

O VISI inclui um novo processo para gerir várias instâncias da mesma geometria dentro de uma montagem. Por exemplo, moldes e matrizes multi-insert podem agora ser controlados com uma única geometria “mestre” que irá atualizar automaticamente todas as referências de uma mesma geometria caso seja efetuada qualquer modificação. É importante salientar que os componentes de catálogo também serão geridos pela tecnologia multi-instance. A próxima versão também inclui ferramentas de simulação de movimento, permitindo ao utilizador definir cronogramas que controlam o movimento de vários grupos de componentes. A interação física da geometria do modelo pode ser detetada e os resultados de mecanismos complexos simulados – ideal ao validar o projeto e verificação de possíveis colisões com diversos componentes mecânicos complexos como carros, movimentos ou balances.

Outro destaque vai para o Part Revision Management, onde agora é possível gerir as revisões de modelo depois de terem sido enviados para a fabricação. Um historial de revisão é criado automaticamente aquando um modelo fica disponível para fabricação e o qual fica automaticamente bloqueado. Qualquer alteração num modelo já final o sistema criará uma cópia dos dados e atualiza a revisão, garantindo assim a atualização constante das peças a fabricar.

O VISI 21 representa uma enfase muito significativa no CAM, incluindo um novo visual para o CAM Navigator, a consolidação de comandos e nova consistência no interface de todas as operações de maquinação, simplificando drasticamente a criação de percursos. Agrupamento na árvore, gestão de múltiplas configurações / características, juntamente com drag & drop dentro da árvore, lista e navegação extremamente eficiente. Todos os percursos na árvore podem ser movidos, editados, espelhados e com um novo mecanismo dedicado “undo” para o CAM, facilitando assim a verificação de qualquer parâmetro.

A versão 21 introduz a próxima geração de maquinações para o VISI. Tal como acontece com a interface gráfica, operações de fresagem 2D foram consolidados e incluem uma série de novas opções. Um novo “complex feature” permite que o utilizador defina geometrias com paredes e ilhas complexas que normalmente exigem estratégias 3D, a nova “complex feature” “significa que as operações 2D padrão podem ser utilizadas. A Re-maquinação de um percurso 2D é outro destaque, onde uma operação de fresagem simples agora baseia toda a re-maquinação na operação anterior. Isto significa que todas as áreas são maquinadas corretamente, mesmo nas áreas planas. Verificações de colisão total de todos os movimentos assegura percursos 2D mais eficientes do que nunca.

O interface para operações de fresagem 3D agora partilha um formato semelhante ao dos percursos CAM 2D. Por exemplo, os parâmetros clearance area e oversize nas operações 3D estão no mesmo local que as operações 2D, e vice-versa. A impressionante qualidade geral do acabamento de superfície é um importante ponto para a versão 21 com melhora significativa distribuição de pontos e maior precisão. Para complementar o novo 2D e desenvolvimentos de percurso em 3D, um novo simulador de código NC fornece aos usuários uma representação precisa virtual da maquinação, antes de submetê-la à máquina. A qualidade e a precisão da representação do modelo foi melhorada, juntamente com o número de eixos que podem ser simulados. Para a verdadeira verificação do código NC, uma opção extra está disponível para simular os arquivos pós-processados. Todos os códigos G relevantes, códigos M e movimentos são simulados contra o modelo de máquina real para garantir que o arquivo NC executado na máquina vai ser 100% exato.

Os desenvolvimentos do Wire-EDM incluem a introdução de operações inteligentes que analisam a geometria e determina o melhor método de corte. Outras melhorias incluem a adição de vários métodos de retenção de desperdício e movimentos manuais, que podem ser adicionados numa sequência de trabalho para reposicionar as guias para evitar algum componente ou mover-se de um corte para o outro.

2016-12-28T19:42:25+00:00 28 Outubro, 2014|Noticias SB Molde|